Segunda, 22 Julho

frete maritimo

A Log Way oferece um serviço completo de agenciamento internacional de carga marítima, coordenando e controlando as importações e exportações das cargas, desde a origem até o destino final. Através de parceiros estratégicos nos principais portos do mundo, oferecemos flexibilidade na escolha de armadores, rotas, transit time e fretes competitivos para embarques FCL e LCL para qualquer parte do mundo.

Quando se trata de transporte internacional de mercadorias, o meio mais utilizado é o frete marítimo – taxas a serem pagas sempre que um importador decidir transportar suas mercadorias por meio de navios. O motivo para que o modo do frete marítimo seja tão utilizado consiste em sua amplitude de possibilidades de tamanhos e volumes de containers que podem ser transportados pelas empresas que prestam esse serviço.

Existem diferentes tipos de frete marítimo e cada um vai atender a uma necessidade específica referente ao seu processo de importação ou exportação.

Cada tipo de fretagem conta com uma cotação própria a ser definida pela empresa afretadora, por isso é importante que seja consultada mais de uma para definir qual melhor atende às suas demandas.

Quais são os tipos de frete marítimo disponíveis?

Responsável por mais de 90% das operações de transporte de cargas no mundo, há vários tipos diferentes de frete marítimo na logística portuária internacional, no entanto, nas operações de comércio exterior, dois tipos merecem nossa atenção: o FCL e o LCL

FCL (Full Container Load)

Quando o importador ou exportador usar o container totalmente carregado, acessando todo o espaço disponível, essa modalidade é a melhor opção.

Aqui geralmente transporta-se equipamentos de 20 e 40 pés, com carga seca.

O preço é fechado de acordo com o tipo de equipamento utilizado e as principais variáveis neste preço são o tempo de trânsito, a rota e sobretaxa quando as cargas são muito pesadas (acima de 20 toneladas).

 

LCL (Less Container Load)

A modalidade é mais comum quando a carga a ser transportada não preenche um container por completo, possibilitando o importador ou exportador a prover um baixo custo de frete marítimo por meio do compartilhamento do container. 

É a melhor opção para compradores ou vendedores do Comércio Exterior que começaram no ramo há pouco tempo ou não possuem interesse em aumentar suas cargas. 

À parte dessas, destacam-se algumas características dos dois tipos que podem te ajudar na decisão:

LCL

  1. Apresenta menor risco de demurrage, cobrança de sobrestadia do container no terminal por mais tempo do que o prazo contratado com o armador;
  2. Melhor custo-benefício para compradores e vendedores do comércio exterior com cargas pequenas.

FCL

  1. Disponibilização da carga de forma mais rápida;
  2. Maior segurança quanto a extravio ou roubo da carga, uma vez que não necessita de manuseio de terceiros;
  3. Melhor custo-benefício para compradores e vendedores do comércio exterior com cargas grandes.

050522 porto santos

Como é feito o cálculo do frete?

O cálculo do frete marítimo é feito levando em conta dois fatores da carga que impactam as transações com o armador: o volume da carga e o seu peso. 

Incluindo, existem alguns valores a serem acrescidos ao frete básico que servem para cobrir os mais variados itens de custo: 

  1. Taxa: corresponde a um percentual aplicado sobre a carga (volume, peso, preço, grau de periculosidade, etc.);
  2. Sobretaxa: equivale a uma percentagem relacionada às despesas da navegação (combustível, porto, rota perigosa etc.).

Um dos professionais responsáveis por tratar dessa tarifa é o Agente de Cargas, que decide qual o melhor modo para realizar o deslocamento do produto, cuidando de todos os aspectos burocráticos envolvidos no processo, incluindo documentos, a rota mais adequada e follow-up da logística marítima.

De acordo com o Portal Único Siscomex, as principais sobretaxas:

  • Ad-valorem
  • Sobretaxa de combustível (buker surcharge)
  • Taxas para volumes pesados (heavy lift charge)
  • Taxas para volumes com grande dimensões (extra lenght charge)
  • Sobretaxa de congestionamento (port congestion surcharge)
  • Fator de ajuste cambial – CAF (currency adjustment factor)
  • Adicional de porto

Fatores que influenciam o frete marítimo

De forma geral, qualquer coisa que interfira na travessia do mar e no fluxo de navios é fator de grande influência para o frete marítimo, seja quanto a seu preço, mas também quanto a seus prazos. 

Desastres ambientais, como a temporada de tufões do Pacífico, que pode interditar alguns portos;
Erros técnicos, como o caso do navio Ever Given que ficou preso no Canal de Suez em março de 2021 gerando prejuízos na casa de milhões de dólares;
Conflitos armados, caso haja trânsito em região que se encontra em guerra, há taxa adicional;
Guerras comerciais, como as divergências entre os gigantes China e Estados Unidos – que encarecem os produtos que vendem um para o outro;
Situações emergenciais, endêmicas ou epidêmicas como a Covid-19 – onde foi necessário reinventar e repensar todo nosso modo de consumo;
Oferta e demanda por espaço, visto que com muita disputa, o preço encarece;

Nas operações de importação e exportação, é importante que você esteja a par de todas as informações possíveis durante o processo para que seja possível evitar erros e assim, não ser pego de surpresa e sofrer com as taxas adicionais.


Veja também

Compartilhe com seus contatos
Pin It